08 de Janeiro de 2017 às 14h11m21s

Review: Moana - Um Mar de Aventuras

Agradando Todos os Públicos

Por: Jefferson

Nota: 4

Está faltando alguma coisa na notícia? Nos ajude a melhorá-la postando seu comentário.

Moana Waialiki (Auli'i Cravalho) sonha em descobrir o que existe após os arrecifes de sua ilha, contudo, seu pai e chefe da tribo, não permite a garota nem tomar um banho de mar. Mas uma maldição começa a propagar por suas terras, afastando peixes e estragando frutas. Sua avó, uma mulher com muitas histórias e imaginação, mostra o único modo para salvar as pessoas na qual ama, mas para isso, deverá enfrentar os mistérios existentes no mar a dentro e convencer um semideus, há muitos anos desaparecido, chamado Maui (Dwayne Johnson) para juntar-se nesta aventura. E por surpresa o galo Hei Hei também embarcará junto com eles.

Com produção da Disney Animation, direção dos veteranos John Musker e Ron Clements, profissionais responsáveis por A Pequena Sereia, Aladdin e Hércules. O grande desafio era criar uma história atual, deixando certos padrões sociais do passado, no passado, e mostrar aos jovens, principalmente as garotas, a existências de heroínas, mulheres fortes, com atitude e com objetivos próprios em prol de todos, não pensando apenas no felizes para sempre.

Moana é uma animação na qual trata bem a pluralidade atual. Em um passado, não muito distante, enquanto assistíamos princesas indefesas, cujo destino era ser salva por príncipes em cavalos brancos. A jovem da ilha, destinada a comandar sua tribo, deixa bem claro, que não é uma princesa, não aquelas convencionais. Com um espírito guerreira e motivação de salvar sua família, a garota consegue vencer todos os obstáculos e salvar o dia, mesmo tendo um divertido e atrapalhado semideus ao seu lado, era Moana, princesa, a humana sem poderes a verdadeira heroína.

Visualmente o filme é lindo, com cores fortes e realistas, deixam seu coração mais calmo, você se pegará rindo sem piadas, apenas pelas imagens e a beleza natural do ambiente.

A animação da Disney é um longa para crianças e adultos, e foi por causa do primeiro que o roteiro fica em certos momentos sem objetivo. As cenas criadas para infantilizar a obra, deixando claro, não é nenhum erro isso, mas nestes pontos o filme não tem nenhum desenvolvimento importante, serão cenas engraçadas, principalmente quando envolve o galo Hei Hei. Sem tais momentos, teríamos um filme mais curto e objetivo.

A maturidade do desenho é testemunhada já no início, com o curta Trabalho Interno, escrito e dirigido pelo brasileiro Leonardo Matsuda. A história mostra a estagnação do ser humano por causa das obrigações existentes no dia-a-dia. As crianças irão sorrir pelas cenas engraçadas, mas isso é uma mensagem aos adultos.

Mas não se engane, a alma do estúdio estará presente, principalmente quando começam a cantar. As canções são uma adição a narrativa, servem para construir boa parte dos personagens e até mesmo da tribo.

Curiosidades

Além de Leonardo Matsuda, a brasileira Natália Freitas, participou da parte criativa do filme, mais precisamente na pintura dos personagens. Ela detalhou seu trabalho em uma entrevista no podcast NerdCast do site Jovem Nerd.

Os "easter eggs" não são exclusividades da Marvel e Pixar. Quando Maui está treinando suas transformações, uma delas foi do Sven, a rena presente na animação Frozen – Uma Aventura Congelante.

Moana é um filme com uma história linda, cheios de músicas originais, personagens cativantes e uma ótima dublagem. Mais um ponto para o estúdio do Mickey Mouse.

Tem algo a acrescentar a esta notícia? Compartilhe nos comentários.

Destaque EsporteNerd: A representatividade do filme


Ficha Técnica

Gênero: Animação
Título Original: Moana
Diretor: John Musker, Ron Clements
Elenco: Marvel, Dwayne Johnson, Frozen - Uma Aventura Congelante, Pixar, Jemaine Clement, Alan Tudyk, Disney, Rachael Taylor, Auli'i Cravalho, Temuera Morrison

Fonte: EsporteNerd

Leia Também

Comentários

Tem algo a acrescentar a esta notícia? Compartilhe nos comentários. Toda crítica é bem aceita, mas por favor sem desrespeitar o próximo.
comments powered by Disqus