09 de Outubro de 2017 às 09h04m24s

Review: Blade Runner 2049

O Ritmo é o mesmo, mas continua bom

Por: Mr. Potato

Nota: 4.5

Já fez sua boa ação hoje? Que tal nos deixar um comentário?

Em 2049 K (Ryan Gosling), é contratado pela polícia de Los Angeles para ser um caçador de replicantes, um Blade Runner. Após se deparar com Sapper Morton (Dave Bautista), um replicante pacato, mas com muita força, K descobre um segredo há muito tempo guardado entre a raça não humana. Quando começa a investigar o tal segredo, o policial descobre que faz parte de tudo aquilo, o que intrigado K mais do que nunca. Em outra ponta, Niander Wallace (Jared Leto) também investiga a mesma coisa, e não deixará nada e ninguém atrapalhar seu plano de criar o replicante perfeito.

O diretor Denis Villeneuve conseguiu mais uma vez provar seu talento, desta vez ele teve que continuar uma das obras mais aclamadas da cultura pop, Blade Runner. O primeiro filme quando foi lançado teve uma péssima bilheteria e a crítica também não poupou a ficção dirigida por Ridley Scott e protagonizada pelo jovem Harrison Ford.

Porém, ao decorrer dos anos, o longa recebia o valor de produção que merecia, é verdade dizer que o filme não foi feito na época certa, a crítica atual idolatra a ficção e enxerga o valor de produção fantástico que foi a obra, mostrando a visão da morte aos olhos de um replicante, e a sua procura desenfreada de procurar sua cura, não encontrando ele aceita o ciclo natural da vida.

Mas uma coisa que é certo e acredito que nada mudaria, infelizmente, é a respeito da bilheteria, Blade Runner não é um blockbuster, ele é um filme que se vende como uma aventura mais animada, mas ele trabalha muito na sutileza das imagens e dos diálogos, então o grande público pode se desapontar quando sua expectativa cair ao assistir o longa.

Blade Runner 2049 mantém toda a estética do primeiro, mas aprimora muito a fotografia e expande o universo dos replicantes, mostrando imagens bem criativas sobre o futuro da franquia. O elenco foi bem escolhido e teve uma transição natural de tempo, mesmo com a diferença de anos de um lançamento para o outro.

O personagem do Ryan Gosling tem uma personalidade sem muita expressão, mas conseguimos entender suas dúvidas e compramos sua investida a procura da verdade, e o principal, torcemos para que ele encontre o que está procurando.

Jared Leto não decepciona, desta vez ele entrega uma atuação mais sútil, mas transmite o poder e a ambição que seu personagem precisa.

Temos várias homenagens no decorrer da história, desde personagens principais retornando como cenas importantes do primeiro que serão trazidas em formas de áudios.

Blade Runner 2049 é um filme de Oscar, a única coisa preocupante é seu ritmo, que mesmo sendo característica do original, pode fazer o público geral ficar um pouco impaciente, pensando que as suas 2h 40min podem se tornar um pouco cansativo, contudo é um ótimo filme que vale a paciência.

Tem algo a acrescentar a esta notícia? Compartilhe nos comentários.

Destaque EsporteNerd: Direção, personagens e fotografia


Ficha Técnica

Gênero: Ficção Científica
Título Original: Blade Runner 2049
Diretor: Denis Villeneuve, Ridley Scott
Elenco: Harrison Ford, Denis Villeneuve, Robin Wright, Ridley Scott, Barkhad Abdi, Dave Bautista, Mackenzie Davis, Jared Leto, Ana de Armas, Ryan Gosling, Sean Young, Tomas Lemarquis

Fonte: EsporteNerd

Leia Também

Comentários

Tem algo a acrescentar a esta notícia? Compartilhe nos comentários. Toda crítica é bem aceita, mas por favor sem desrespeitar o próximo.
comments powered by Disqus